segunda-feira, 13 de outubro de 2014

O Prodígio no Vinho

Procuro me manter atento para perceber coisas, eventos e principalmente pessoas fora do comum. Encanta-me deparar com coisas incríveis, pioneirismo e ousadia.
No vinho como em qualquer mercado nos acostumamos muito, nos acomodamos seja com a mesma loja, o mesmo estilo de vinho, estilo de gastronomia. Os negociantes de vinho também.

Percebo que os novos importadores, distribuidores vêm com um modelo já desgastado, acreditando ser o único e o que é pior não se adaptam às próprias características e estrutura, se colocando muitas vezes em uma situação difícil para se manter no mercado. O resultado é que muitos vinhos ficam com posicionamento desordenado e confunde ainda mais o consumidor.

Você já deve ter percebido que sempre procuro me posicionar de maneira positiva mesmo diante de situações não tão favoráveis e realmente esse não é um bom momento para o mercado, são muitos vendedores, mas muito poucos prontos para vender. A maioria vive de uma ilusão, mais que isso uma vaidade de ser importador/produtor de vinhos e sem falar nos especialistas.

Particularmente precisei de uma década para me sentir seguro em falar de vinhos, só após viajar e provar muitos vinhos pude perceber que esse é um conhecimento amplo, vasto e que requer muito de nós mesmos. Hoje considero que tenho um conhecimento razoável e ainda tenho muito o que ler, provar e me comunicar, para aprimorar ainda mais.
O espírito aguçado pelo novo, a curiosidade, me levou a conhecer sempre mais e principalmente me manter na condição de aluno, o novo sempre nos surpreende! Acredito que esse espírito leva muitos outros e muito mais do que eu se tornarem prodígios. 

 Um deles sem dúvida é Otávio Piva, dono da Expand, com quem tive o prazer de trabalhar. Sua importadora pode não ser mais a top, mas sua história não se apaga. O Otávio teve o sonho de mudar a história do vinho no Brasil e aos 28 anos começou a trajetória de uma das mais bem sucedidas empresas do segmento, foi ousado e obstinado e realmente mudou a historia. A pena foi ter mantido o modelo, não se dando conta que tinha que se adaptar ao que estava acontecendo. A Expand, ainda no tempo que trabalhei lá acreditava ser a única, nunca somos e temos que estar muito atentos a isso.

Ainda nesse time, vejo hoje um jovem homem com esse espírito inovador e mesmo sendo um grande negociador, sempre que estive com ele, se mostrava calmo, sereno, ousado e obstinado. Rogério D’Avila da Ravin Importadora tem essa visão. Começou sabendo seu tamanho, mas com o objetivo claro de onde queria chegar. Há pouco tempo conseguiu comprar a parte de seu sócio se tornando o único dono da importadora e concomitantemente conseguiu trazer 3 belas marcas à seu bem sucedido portfólio: Lindemans (Austrália), Renato Ratti (Itália) e Bodegas Roda (Espanha). Conheço bem os três produtores, Renato Ratti sempre foi meu preferido em sua região. Credito o sucesso do Rogério a essa combinação de talento, ousadia, humildade e muita força de vontade em fazer acontecer o plano inicial, mas mais que isso, chamaria tudo isso de vontade de servir.

 Essa vontade de servir faz toda a diferença, trabalhar para o outro é a chave dos prodígios. Citaria alguns que conheci e me inspiram como Carlos Cabral, Saul Galvão em seus segmentos, mas quero apontar para hoje. Acredito que dentre os novos especialistas André Rossi (Deco) é um nome que acontece, encontramos recentemente e chamou muito minha atenção sua postura, mesmo realizando trabalhos que muitos mais experientes nem chegaram perto se manteve ali, com humildade e consciente do grupo que está e como se vê. Foi através dele que também ratifiquei dois outros jovens Paulo Brammer e Thiago Mendes da Eno Cultura. Esses dois lançaram uma campanha cultural para dar uma bolsa de estudos e posterior colocação profissional para  um futuro sommelier. A bolsa em um dos mais concorrido cursos de formação o W-SET e a colocação em um restaurante de alta gastronomia.

Ser prodígio, não creio que seja ser gênio, mesmo porque ninguém é nada em 100% do tempo, temos momentos e feitos, mas ser prodígio é característica de quem vem para servir.

Se quisermos aproveitar mais e mais dos vinhos disponíveis é bacana estar atento às belas iniciativas daqueles que fazem chegar produtos com o objetivo de fazer o melhor para o consumidor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...