quarta-feira, 16 de junho de 2010

Vinho e Religião


Há muito venho me debruçando para estudar esse intrigante tema: O VINHO E A RELIGIÃO.  No artigo Origens voltado para a mitologia reproduzi o mito de Dioniso, onde o semideus cria o vinho. O curioso é que simbolicamente o vinho de Dioniso dá o pontapé inicial para todos os rituais que envolvem o vinho quando ligado a religião.

A simbologia em questão é de expandir consciência levar o ser comum, mortal, ao inatingível ao sagrado, ou promover a RE-LIGAÇÃO com DEUS e a esfera espiritual.
Muitos são os locais onde o tema é citado, como a Bíblia, o talmude, o alcorão e várias outras fontes ligadas à religião. Na bíblia encontramos a primeira exportação de vinho, quando Noé transporta seu vinho e suas vinhas... Dos Deuses egípcios o vinho também é presente em várias passagens...
Mas algo de novo me veio à mente recentemente. Estou relendo um livro chamado WE de Robert A. Johnson, o livro fala do relacionamento homem mulher e tem seu foco no amor romântico ocidental, o curioso é que o autor traz como eixo o mito de Tristão e Isolda, onde o herói submetido a diversas provas tem num determinado momento que provar de uma vez por todas sua lealdade ao rei Mark, seu tio, trazendo uma ex-inimiga (Isolda) para que se case com o rei. Durante a viagem acidentalmente eles tomam um poção de amor (que era para o tio e a noiva), essa poção é chamada pelo autor com VINHO DE ERVAS e explica que é um vinho com ervas e magia. Sua explicação repleta de pormenores enfatiza que essa bebida é metade humana e metade sobrenatural.
Mais uma vez, percebemos que ao vinho é atribuída a porção sobrenatural, o que me leva a pensar que o vinho é um presente de algo que realmente transcende nossa existência, quer você acredite num Deus, ou na Natureza Provedora, ou algo além do humano, quer você não acredite, mas há algo que realmente nos inebria e é além do álcool dessa bebida fascinante.
O que é marcante, a meu ver, nessa reflexão é que o vinho tem propriedades que nos estimulam a ir além, seja numa esfera extra-sensorial, de re-ligação ou simplesmente ampliando nossa sensibilidade, nos deixando mais amorosos e abertos para viver uma experiência de alegria e ampla satisfação.

Para terminar fica a citação do filosofo Sócrates:

"O vinho molha e tempera os espíritos e acalma as preocupações da mente...ele reaviva nossas alegrias e é o óleo para a chama da vida que se apaga. Se você bebe moderadamente em pequenos goles de cada vez, o vinho gotejará em seus pulmões como o mais doce orvalho da manhã...Assim, então, o vinho não viola a razão, mas sim nos convida gentilmente à uma agradável alegria."
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...