Mostrando postagens com marcador Preços Mercado e Comportamento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Preços Mercado e Comportamento. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 3 de julho de 2019

O Fator X do Mercado do Vinho no Brasil e seu Preço


Quantas vezes ao abrir uma garrafa de vinho você pensou: como esse vinho chegou aqui?
Obviamente ele foi adquirido por você mesmo ou um presente, mas e até ele chegar à loja onde ele foi adquirido?

Por que um vinho no Brasil tem um preço tão diferente (a maior) que quando consumido no seu país de origem, ou mesmo em outros países como Estados Unidos ou até o Paraguai.
Não são só impostos e taxas, mas muito o Mercado!

O caminho do vinho e de muitos outros produtos é semelhante, mas o vinho é um produto artesanalmente industrializado. Mesmo os grandes produtores dessa indústria não conseguem dizer que ”fabricam” o vinho. Você não consegue juntar peças ou criar uma mistura sintética para fazer um vinho, o produto é resultado de um processo e a principal matéria prima é simplesmente a fruta, se a uva não estiver com as condições adequadas para produzir, não teremos sequer um vinho quem dirá um bom vinho!

quarta-feira, 24 de abril de 2019

PERMONT ENOTECA


Passagem rápida para conhecer o novo espaço do amigo do vinho André Montanari.
Um super bom gosto dos sócios Celene Peralta e o próprio André,  num lugar que anteriormente abrigou uma marcenaria.

Mega ambientando, extremo cuidado em todos os detalhes e em uma seleção de vinhos atrativa que é acompanhada por tapas (mas que brevemente deve receber um menu de massas e risotos), além de mini-cursos, wine dinners e degustações.
São três níveis de pavimentos, com um terraço que pede as mais diversas formas de eventos.


Funciona de terça à sábado e além dos vinhos disponibiliza, no empório,  queijos, azeites, massas, temperos, funghi e tartufo.


PERMONT ENOTECA 
Rua Laura, 494 - Bairro Bela Vista - Santo André.
Fone: (11) 3593-2555


santucci #descomplicandoovinho #lojaespecializada #emporio #santoandre #centrodeconvencoes #eventodevinhos #vinho #winedinner #gastronomia

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Espumante de Cerveja? A primeira Cerveja Brut do Brasil!


Acordar às 6:30H em pleno sábado parece covardia, mas lá estava eu de pé para dirigir-me a uma experiência bem interessante: conhecer uma cerveja artesanal finalizada como espumante, ou até poderia dizer uma espumante de cerveja.

Confesso que histórias como essa me fazem sair de casa com muita alegria e não é que o destino, o que não pensava, era uma vinícola? Imaginei que visitaria a linha de produção da cervejaria Paulistânia, mas não, fui até São Roque, rota do vinho, precisamente na quase centenária Goés. 
Um passeio bem animado com quase toda equipe da Bier & Wein, estava ali, para prestigiar o lançamento da Paulistânia X (10), em comemoração aos 10 anos da marca, vendas, marketing, logística, etc. e os mentores da ação e do produto: Sr. Roberto Stein (Diretor), Eryck Machado (Gerente de Produto) e o autor, o mestre cervejeiro Wilson Junior.
Chegando a vinícola reencontro um velho conhecido Fábio Goés o enólogo responsável pelos vinhos da vinícola e também coautor desse projeto muito bem elaborado.

Saber dos movimentos da vinícola, o lançamento do Cabernet Franc (que tinha visto recém-plantado há cerca de 10 anos) com o nome Philosophia, o uso da poda invertida, deixou-me bastante animado, mas como assunto era Cerveja fomos, depois de sabrada pelo gerente de Vendas Alexandre Guerra (uma figura, super bem humorado), conhecer e degustar a cerveja.

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Bardega, entre umas e outras!

por: Alexandre Santucci

(arquivo pessoal)
Assim como ao avaliar um vinho, ou produtor, gosto de saber sua história, sua continuidade, prefiro falar de um local quando ele evolui e resiste ao tempo.  
Esse é o caso do Bardega, aberto desde 2012, o wine bar que leve o nome indicativo "da adega ao bar" utiliza o sistema de prova de vinhos em uma carta de cerca de 100 rótulos, passeando pelos principais países produtores e até alguns inusitados como o Líbano. Em doses de  30, 60 ou 120 ml, você mesmo se serve em umas das máquinas wine server Enomatic, basta escolher o vinho,  inserir um cartão (que recebe ao chegar) e selecionar uma das 3 opções.

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Oficina de Pizzas e Matterello - Degustando há tempos!

Degustação Matterello 2004 - Arquivo Pessoal

Há algum tempo o Matterello encerrou suas atividades, se não me engano em 2012, porém minha lembrança do restaurante com arquitetura assinada por Vitor Lotufo, suas garrafas nas paredes, seus arcos, uma comida sensacional com destaque para o bocconcini, uma excelente adega, e toda ambientação que favorecia o vinho, não sai da cabeça.




terça-feira, 30 de outubro de 2018

Ofertas de Vinho e outras ofertas...

por: Alexandre Santucci


Há alguns instantes recebi a mensagem de uma amiga pedindo indicação de vinhos BBB (não do big brother, mas Bom, Bonito e Barato).
Quem me acompanha sabe que bebo vinhos sem descriminação, já bebi os mais caros do mundo e também os mais baratos, por puro diletantismo (o que mais acontece) ou exclusivamente por força do trabalho. Por isso também que acabo recebendo, com alguma frequência, essa demanda. Curioso é que na sequencia ela me diz receber, semanalmente, ofertas de vinhos e kits, mas que desconfia (da qualidade) por conta dos “espetaculares” descontos...
Quem, dos que gostam e compram vinhos, não recebe essas ofertas, por e-mail ou pelas mídias sociais?
Particularmente acho até engraçado, mas de fato é vergonhoso!

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Grande Prova de Vinhos do Brasil 2018



Reconhecidamente a maior prova, às cegas, de vinhos brasileiros disponíveis no mercado estabeleceu um espetacular recorde de 920 amostras (872 vinhos e 48 sucos de uva) de 117 vinícolas, incluindo a já comemorada e excelente safra de 2018.

Em sua 7ª edição a Grande Prova Vinhos do Brasil foi realizada de 27 até 30/08, somando cerca de  32 horas trabalho para 26 jurados reunidos no Hotel Vila Galé, na Lapa, no Rio de Janeiro.

Marcelo Copello, curador, um dos organizadores do evento e presidente do júri declara: “É notável como o crescimento de participação traduz a evolução do mercado. Não apenas em números, mas também em qualidade e apreço e reconhecimento do consumidor”, especialmente se pensarmos que em sua primeira edição, no ano de 2012, eram 284 amostras.

terça-feira, 5 de junho de 2018

Dia dos Namorados Elegante

O dia dos namorados é sempre uma data especial. Os apaixonados, no entanto, muitas vezes têm dificuldade em escolher presentes criativos e diferentes.
Quando um ou os dois são apaixonados também por vinho, a lista é grande, mas tendo em vista a infinidade de rótulos disponíveis no Brasil, podemos presentear o ano todo, assim o que fazer de diferente na data?

Uma bela sugestão são os bombons e diversas criações da Chocommelier, uma loja em Pinheiros capitaneada pela publicitária Mariana Triveloni (que largou a carreira numa multinacional para se dedicar a duas paixões: chocolate e vinho).
O conceito é o mesmo para qualquer harmonização, mas vai além do vinho, vai com café, destilados e até azeite.

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Lei Seca?


Esses dias estávamos confabulando sobre a ausência de público em bares, restaurantes e até em lojas especializadas em bebidas.  Evidentemente que a tal “lei seca” entrou na discussão e um dos amigos presentes, morou na França, pontuou que na época ele e a esposa bebiam uma garrafa de vinho durante a refeição sem riscos de serem comprometidos por uma eventual fiscalização.
No Brasil o limite é zero, mas na França é de 0,5g/l para aqueles que têm habilitação há mais de 3 anos.  O fato é curioso, em muitos países há o entendimento de respeitar os que avançam em idade, imagino pelo fato dos mais velhos beberem habitualmente durante as refeições enquanto os jovens na balada. Essa diferenciação ocorre em países como Alemanha, EUA, Nova Zelândia, Grécia, Itália e vários outros, o que não muda é o fato de todos serem penalizados, de alguma forma, quando excedido os limites. As penalidades pelo mundo também são duras, algumas levando a prisão por até dois anos, mas em nenhum país a multa é tão cara quanto no Brasil (quando comparamos ao salário mínimo).

O termo lei seca é relativamente incorreto, uma vez que não é proibido beber, é proibido segundo Código de Trânsito Brasileiro, beber e dirigir.Aliás registro, aproveitando o assunto: 

Por que pagamos a multa e ainda são somados pontos à carteira (CNH)? 
É uma dupla penalização, não? 
Justo seria pontuações para as penalidades graves e gravíssimas.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Box do Vinho e o Melhor do Mundo

Semana passada estive na simpática loja e wine bar Box do Vinho, na Mooca e a convite do igualmente simpático Léo, chef do estabelecimento, bebemos uma taça do premiado chileno La Moneda Malbec Reserva 2017. Entusiasmado Léo me disse ser o vinho que ficou entre os melhores do mundo, ou enfaticamente, o melhor do mundo! Frustrei sua expectativa ao dizer que não sabia do prêmio, tampouco do vinho, mas educadamente provei.
Antes de sair comentei: Léo será o primeiro artigo do ano.


Aqui estou cumprindo a promessa!

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Domaine Sainte-Marie

Templo do vinho, galeria de vinhos, uma das melhores do mundo... 

Essas eram algumas das frases que ouvíamos quando nasceu a Domaine Sainte-Marie, inaugurada junto com o Shopping D&D em setembro de 1995.
Incrível é que buscando sobre a loja nada encontrei, nenhum registro, nenhum rastro, apenas duas citações na folha de São Paulo (uma entrevista que dei, outra do querido Jorge Carrara ). Digo incrível, por que deveria ser um local reverenciado como um modelo, como templo mesmo e principalmente pela história que foi feita naquele lugar.



Em junho de 1995 fui contratado pelo excelente Geraldo Brasil para integrar a equipe de gerentes de contas comandados por Elídio Lopes Cavalcanti, o Lopes, e trabalhar no empório mais badalado de São Paulo, o Empório Santa Maria, dos empresários Otávio e Tânia Piva de Albuquerque. 
Não tinha a menor ideia do que fosse vender vinhos caros, muito menos que consumidores alcançaria ainda mais por telefone e mala direta, mas esse era o cenário de um jovem de 25 anos recém saído da maior rede hoteleira do mundo, o Hilton.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Acontece: Feira dos Campeões

Descomplicando o Vinho estará presente!
Durante os 4 dias Alexandre Santucci ministrará "workshops" de degustação e harmonização no estande da Comgas (apoiador do Evento).



O Evento: Os vencedores de VEJA COMER & BEBER 2017 se reúnem entre os dias 23 e 26 de Novembro na Feira dos Campeões (saiba mais). A segunda edição do evento terá trinta endereços premiados pela revista, com aulas e jantares com chefs estrelados.

Serviço:
Feira dos Campeões Veja SP – 2ª edição 
Jockey Club de São Paulo – Av. Lineu de Paula Machado, 1071 
23, 24, 25 e 26 de novembro- R$ 40/dia -  12h30 às 22h00

Os ingressos custam R$ 40 (à venda no Foodpass - foodpass.com.br/vejasp). Segundo a revista "o valor da entrada pode ser revertido em revistas publicadas pela Editora Abril, expostas em uma banca montada no próprio evento."


terça-feira, 21 de novembro de 2017

Manoela, Sommelier, Natureba!

Seu futuro não era incerto, 
não havia Legião, nem Urbana, não mais.
Geração coca-cola? Não!
Manoela era doce, naquele tempo nem sonhava que se tornaria uma das mais referenciadas sommeliers do Brasil. 

Seus princípios, os da boa alimentação, saudável, vegetal, muito mais vegetal, habitavam. Didier para ela, era um ritmo de samba, melhor; pagode. Dagueneau, ah... esse viria muito mais tarde, um conceito difícil de explicar para aqueles que não conheciam a tal da biodinâmica de Rudolph Steiner, mas o orgânico, mais fácil: tudo sem agrotóxico, bem saudável!
Manoela se especializou, mas vegetariana, como combinar os pratos condimentados e a base de carnes?

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Vinho Cidadão?

Alexandre Santucci, Edenilson Valadão e Marcelo di Morais
E ontem, dia das crianças, brincamos muito com o apresentador da Rádio Trianon Edenilson Valadão em seu programa "A Hora da Cidadania". Brincamos com o "Wine Comedy", mas falamos sério quando o assunto foi o vinho no Brasil.

Marcelo di Morais e eu fomos os entrevistados em seu programa de ontem quando pudemos expor diversas ideias e opiniões sobre esse mercado.
Abordado sobre a temática de seu programa, a Cidadania, me coube responder de forma prosaica sobre a história do vinho, mas com certeza caberia um amplo debate, uma vez que o vinho é responsável por cultura, geração de empregos, debates, cursos e uma série de ações de cunho social.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

ENOBRASIL - Vinhos e Produtos Brasileiros

E hoje estamos a exatos 20 dias da principal mostra de vinhos e produtos brasileiros do país.

Ocorre no dia 28 de Agosto no espaço do restaurante Osteria Generale o ENOBRASIL.

Segundo a produtora do evento, desde 2014 o ENOBRASIL se dedica a criar uma atmosfera brasileira para surpreender, através de experiências sensoriais, culturais e enogastronomicas.
Na edição deste ano, o evento contará com cerca de 20 produtores das mais variadas regiões produtoras de vinhos do país, além de azeites, queijos, chocolates, pães, artesanato, enoturismo, e música ao vivo.
Concomitante ao evento 7 palestras foram programadas para falar de vinhos brasileiros, enoturismo e até chocolate com vinho.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Nunca diga Nunca


Em certa ocasião um amigo me disse ter ótimos vinhos suíços, eu jovenzinho e cheio de saber respondi prontamente, não, isso não é possível...
Um mês depois desembarcava na World Wine-  La Pastina, não só um, mas três produtores de Valais (o cantão suíço) - o mais curioso é que a Suíça está entre os 20 maiores produtores do mundo, no entanto seus vinhos quase não saem do país, pois o consumo é 3 vezes maior que sua produção.
Muito embora existam coisas bem diferentes, é difícil afirmar algo no mundo vinho sem a devida constatação. Nesse mesma época dos vinhos suíços, descobri que estavam produzindo em Taiwan e isso há mais de 20 anos soava quase como um “papo de pescador”.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Vinhos do Momento (Qual o vinho que mais vende?)

Qual vinho faz sucesso hoje?
Essa é a pergunta que todo produtor e importador de vinho no Brasil se faz nesses dias.
Evidentemente que não há uma resposta absoluta, mas se passearmos pelas lojas, restaurantes e locais em que compramos, muito provavelmente vão nos responder não qual vinho, mas os que custam até R$70, R$80. 

Infelizmente o gosto do brasileiro passa primeiro pelo critério do preço, prova disso se dá ao analisarmos o mapa de consumo no Brasil. 

Ainda pelo mesmo mapa o consumo maior se dá na faixa de R$ 30-40 e evidentemente dentre os países que produzem vinhos finos o Brasil é o que mais participa, seguido por Chile, Argentina e Portugal.

domingo, 18 de setembro de 2016

Como faço para entrar no mercado de vinhos?

No ultimo dia 29 comemorou-se o dia do Sommelier, profissional reconhecido em lei. O enólogo é outro profissional também reconhecido por lei envolvido nesse maravilhoso mundo do vinho, porém  existe muitos profissionais que fazem com que esse cenário fique de pé e nos traga o que há de melhor para ver, sentir e beber.

Uma pergunta é recorrente: “Como faço para entrar no mercado de vinhos?”

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Importadores de Vinho no Brasil 2

Uma das publicações mais lidas do Descomplicando o Vinho (leia aqui) está completando 8 anos e em menos de uma década podemos perceber uma grande mudança.

Na ocasião havia listado 63 importadores (quadro abaixo), hoje essa lista teria 20 a menos, porém algumas dessas importadoras foram absorvidas por outras, casos, por exemplo, da Paralelo 35, pela Ruby Wines, a Reloco que virou Devinum, a Enoteca Fasano pela Wordwine, dentre outras.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Para Gostar de Vinho!

No final da década de 70 foi lançada, aqui no Brasil, uma coleção da editora Ática chamada Para Gostar De Ler, a ideia era levar ao público grandes escritores e, como dizia o título, aguçar o gosto pela leitura e a literatura.
No vinho vimos algo semelhante no final dos anos 80 com os vinhos da garrafa azul. 
O primeiro livro da coleção era um livro de crônicas dos consagrados Rubem Braga, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Carlos Drummond de Andrade, uma doçura de leitura, assim como esse vinho alemão Liebfraumilch, essa edição vendeu muito e o vinho também.
A coleção vendeu milhões de exemplares em seus 47 volumes e o vinho abriu a porta para muitos outros, como os Concha Y Toro reservado, Marcus James, Almadén, Forestier, Bon Sol e outros...