Mostrando postagens com marcador Informação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Informação. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Nunca diga Nunca


Em certa ocasião um amigo me disse ter ótimos vinhos suíços, eu jovenzinho e cheio de saber respondi prontamente, não, isso não é possível...
Um mês depois desembarcava na World Wine-  La Pastina, não só um, mas três produtores de Valais (o cantão suíço) - o mais curioso é que a Suíça está entre os 20 maiores produtores do mundo, no entanto seus vinhos quase não saem do país, pois o consumo é 3 vezes maior que sua produção.
Muito embora existam coisas bem diferentes, é difícil afirmar algo no mundo vinho sem a devida constatação. Nesse mesma época dos vinhos suíços, descobri que estavam produzindo em Taiwan e isso há mais de 20 anos soava quase como um “papo de pescador”.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Curso de Vinhos (em Filmes)!

Uma vez me disseram algo mais ou menos assim, quando você lê algo geralmente retemos 30% da leitura, ao associar imagens chegamos a 50% quando existe interação de áudio e vídeo chega a 70%, por isso quase sempre buscamos os cursos e palestras. 

Com certeza, apreendemos muito em eventos de vinho dessa natureza, pois além de termos um especialista ministrando ainda temos a presença da própria degustação e isso faz com que possamos reter muito do conhecimento transmitido. Porém os especialistas sabem muito bem como é, nos dias de hoje, difícil formar turmas de aspirantes a “enófilos”. O corre-corre do dia a dia faz com as pessoas não consigam dedicar tempo para, por exemplo, fazer um curso de 3 encontros.

 Particularmente tenho preferido ministrar palestras que chamo de mini curso “Descomplicando o vinho”, o formato se resume em um encontro de cerca de 3 a 4 horas. Fazemos um básico de vinhos intensivo, com direito a degustação e o livro. Tem funcionado muito, pois atende o anseio do consumidor em ao menos passar a escolher melhor seus vinhos. Ocorre que ainda assim juntar um número viável de participantes (mínimo 10) tem sido o mesmo obstáculo para muitos especialistas.
Pensando nisso resolvi dar uma força para aqueles que ainda não conseguiram participar de um evento como esse: recorrer à sétima arte.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

É Primavera, te Vinho!

Quase um mês atras nos despedimos desse inverno. Durante anos esse foi um dos invernos mais intensos que tivemos. Como tudo nesse vida, há sempre o lado bom, pudemos provar muitos tintos comendo pratos mais condimentados, deixamos um pouco a leveza de lado e demos lugar aos mais encorpados, porém como todo ciclo esse se encerra e damos inicio aos novos coloridos, novos aromas e por que não dizer o frescor da primavera.

Lembro que no primeiro artigo que escrevi no Jornal "A Tribuna" trouxe para a coluna a ideia de
tratar o vinho de maneira simples e prazerosa e até crie um slogan” onde a informação, pode ser boa, mas melhor sempre é o vinho!” Essa ideia é bem primaveril, tudo acontece aos nossos olhos, uma beleza simples, mas muito prazerosa e o melhor sempre é aproveitar. Temperaturas mais altas, mas nem tanto quanto o verão, coloridos de flores e frutas da estação, passamos a nos despir de roupas pesadas, enfim nos refrescamos ainda mais, de corpo e alma.

Despeço-me desse inverno e brindo à primavera com o melhor de todos os brancos: o chardonnay, para mim o vinho da primavera, embora branco é intenso de corpo e de sabor, já no nariz pode revelar notas cítricas às balsâmicas, podem ser muito joviais ou maduros, e o melhor tudo: o mundo do vinho inteiro o produz, alguns com maestria, outros apenas na média, mas em sua maioria nos brindam brilhantemente à primavera. Não à toa o melhor espumante do mundo também leva Chardonnay, agora com letra maiúscula, pois Champagne é para quem sabe, para quem gosta de verdade. Também com letra maiúscula o melhor lugar onde se produz: Borgonha!

domingo, 18 de setembro de 2016

Como faço para entrar no mercado de vinhos?

No ultimo dia 29 comemorou-se o dia do Sommelier, profissional reconhecido em lei. O enólogo é outro profissional também reconhecido por lei envolvido nesse maravilhoso mundo do vinho, porém  existe muitos profissionais que fazem com que esse cenário fique de pé e nos traga o que há de melhor para ver, sentir e beber.

Uma pergunta é recorrente: “Como faço para entrar no mercado de vinhos?”

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Importadores de Vinho no Brasil 2

Uma das publicações mais lidas do Descomplicando o Vinho (leia aqui) está completando 8 anos e em menos de uma década podemos perceber uma grande mudança.

Na ocasião havia listado 63 importadores (quadro abaixo), hoje essa lista teria 20 a menos, porém algumas dessas importadoras foram absorvidas por outras, casos, por exemplo, da Paralelo 35, pela Ruby Wines, a Reloco que virou Devinum, a Enoteca Fasano pela Wordwine, dentre outras.

domingo, 14 de agosto de 2016

Filhos orgulhosos, Pais Presenteados!

Essa semana, depois de muito tempo, coloquei o Descomplicando o Vinho no instagram, ainda preciso aprender a lidar bem com essa rede social, mas o interessante e coincidente é que isso se deu neste período que antecede o dia dos pais e por diversas razões acabei escolhendo um imagem para representar a data. 
A imagem é a famosa e brilhante foto do criador do fotojornalismo Henri Cartier-Bresson chamada “Rue Mouffetard Paris (1954)” que retrata um garoto carregando duas garrafas magnum (1,5 lt) de vinho com o sorriso de orgulho.

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Olimpíada Rio 2016 – A trajetória do Vinho!

Hoje começa a Olimpíada Rio 2016 e pela primeira vez na história sediamos o mais importante evento esportivo mundial. 
Com certeza viveremos momentos festivos, comemorando medalhas, recordes e a presença dos mais renomados atletas do planeta.

Mas o que tem os jogos olímpicos em comum com os vinhos?  Bem,  o berço grego responsável pelos primeiros jogos é também responsável pelo grande avanço do consumo e das grandes descobertas que impulsionaram o desenvolvimento do vinho como conhecemos hoje.

O vinho sempre esteve presente nas comemorações esportivas, nas vitórias, nas derrotas, pelos esportistas, pelos que assistem e nos dias atuais ganham brilho de apoiadores ou licenciados oficiais. Sim, o vinho é também um personagem importante nesses eventos e no caso da Olimpíada contribui para o resultado econômico e prazeroso dos jogos. Ocorre que parte do que se arrecada vêm dos produtos licenciados, aqueles que vêm com o selo oficial dos jogos. 
Nesse quesito o Brasil participa, e muito bem, já pela segunda vez ganha uma medalha de ouro.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Viña Montes no Restaurante Valentini

E no próximo dia 02 de Agosto o amigo Gustavo Capuano recebe, em ação conjunta com a importadora Mistral, o enólogo Jorge Guitiérrez da excelente Viña Montes (Chile) no restaurante Valentini.

O enólogo apresenta seus vinhos em um "Wine Dinner" muito bem harmonizado pelo restaurante.

São poucas vagas:
Data: 02/AGO
Horário: 20:00h
Local: Restaurante Valentini
Rua Renato Paes de Barros, 62 - Itaim Bibi
Contato: (11) 3167-2988

Os Vinhos:

  • Montes Sparkling Angel Brut
  • Montes Twins Cabernet Sauvignon Malbec 
  • Montes Cherub Syrah Rosé 
  • Montes Alpha Cabernet Sauvignon (Verdadeiro clássico da América do Sul, o Montes Alpha foi o primeiro grande tinto chileno, inspirado nos melhores vinhos de Bordeaux. Foi eleito o "melhor Bordeaux chileno" pela revista Decanter).
  • Montes Late Harvest Gewurztraminer



quarta-feira, 8 de junho de 2016

El Niño – Aumentando seu Prazer

Estamos a menos de um mês do inverno em nosso hemisfério e segundo as previsões em função do fenômeno “El Niño” esse ano teremos uma estação mais fria e chegando ainda mais cedo.  
O fenômeno deste período é comparado ao de 1997/1998 e lembro que fez muito frio, nesse período estava de passagem em Curitiba e por lá bateu -1°C, com uma sensação térmica de -5°C, não que Curitiba não faça frio, mas nos últimos anos essas temperaturas atingem com muito menos frequência, mas naquele ano se fez por muito mais tempo e com a mesma intensidade. 

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Exibições e Feiras 2016


O mês de abril inaugura com intensidade as feiras e exibições de vinho pelo Brasil e mundo.  Semana passada tivemos em São Paulo o evento dos vinhos italianos dos produtores presentes no proeminente guia italiano Gambero Rosso , chamado de Gambero Rosso Road Show o evento  passeia por diversos países ao longo do ano mostrando os vinhos que são consagrados com os famosos “bichieri” cujo limite são 3 (a nota máxima). Ainda falando de Itália também em abril tivemos a Vinitaly 2016 com sua edição de 50 anos, e uma das maiores feiras de vinhos do mundo rivalizando com a francesa Vinexpo, acontecendo bienalmente e alternado com a rival.
Daqui por diante muitas feiras e exibições acontecerão em vários países e no Brasil. Por aqui iniciamos o ano com o bem conceituado “Encontro de Vinhos”, evento que nasceu como um periférico ao principal evento no Brasil, a Expovinis, chamava-se Expovinoff criado pelo amigo de copo o jornalista Beto Duarte, em 2010 e naquele ano em abril usou um pequeno espaço do restaurante Pandoro em São Paulo. Já nasceu muito bacana com seu Top5 e expositores que não foram a Expovinis daquele ano, formato que hoje já não é o mesmo. A exibição cresceu bem, hoje está presente em 6 cidades e é bem concorrida pelos expositores. Esse ano já foi Rio de Janeiro e São Paulo, em breve virá Campinas e ainda chega a Belo Horizonte. Quem sabe não faça um off da nossa excelente e charmosa Expovinhos de Vitória.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Um guia para chamar de seu?

Meu caro leitor já deve ter notado que não sou um grande fã das pontuações de guias e revistas especializadas, sinceramente não acredito que uma nota faça o vinho agradar alguém, afora a influência psicológica (de sabermos de antemão que o vinho “x” é pontuado) nada mais nos garante que o paladar desse ou daquele vinho vá nos impressionar. No entanto, um guia vem, ao longo desses últimos anos, chamando minha atenção, trata-se do “Descorchados” (em bom português seria desarrolhados) nascido em 1999 no Chile como uma simples revista e sem nenhuma verba de produtores ou importadores, desde então conduzido pele experiente enólogo chileno Patricio Tapia vem ganhando corpo ano após ano. Inicialmente só falando de vinhos chilenos, o próprio editor que não gosta de notas teve que se render a linguagem “criada e imposta” pelos críticos norte-americanos e europeus e também avaliar com notas de 0 a 100.
Hoje o guia já avalia, além dos chilenos, vinhos argentinos, brasileiros e uruguaios. Gosto do trabalho elaborado por Tapia, recentemente firmou uma parceria com a Inner (editora que também publica a revista Adega) e lança o guia em português.

sábado, 16 de janeiro de 2016

Vamos à Colheita?

A partir de hoje começa uma das datas mais esperadas para o mundo do vinho no Brasil e assim como acontece em outros países do hemisfério sul é a partir de janeiro até março e eventualmente inicio de abril, que acontece o nascimento dos belos vinhos: a colheita das uvas!
Para o produtor é a hora da verdade, de muita ansiedade e apreensão, pois apesar de todos os cuidados durante o ano, quem manda mesmo é a natureza. Se chover muito nessa época corre-se o risco de se perder uma parte da colheita, além de ter que adiantar colheita, porém se tudo vai bem com o clima o enólogo tem tempo para trabalhar e escolher o melhor momento para colher, escolher o momento em que a uva atinja o melhor grau de maturação para o vinho que deseja fazer.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Marca própria, marca?

Você já se deparou com um vinho de marca própria?
A não ser em casos óbvios como, por exemplo, os vinhos de restaurantes com o mesmo nome, caso do Outback é sempre difícil identificar o que é uma marca criada especificamente para um estabelecimento ou importador local.
A ideia da marca própria ganhou força nas redes de supermercados cujo objetivo era liderar marcas apostando em uma marca criada exclusivamente para determinada rede e assim ganhando em escala e eliminando qualquer concorrência em si.

Segundo pesquisas em grandes mercados como EUA e Inglaterra os vinhos dessa categoria representam cerca de 5% das vendas, mas os consumidores não reconhecem o produto como marca própria. A diferença dos produtos “alimentícios” ou de limpeza  para os vinhos é que normalmente a rede não utiliza a mesma marca, caso por exemplo do grupo Pão de Açúcar cuja marca própria é Qualitá, mas no caso dos vinhos assina Club des Sommeliers.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

O Vinho do Momento

Inadvertidamente tenho recorrido ao tema que envolve o sistemático aumento de preços nesses últimos meses, as consequências e as alternativas que nos estão sendo criadas. 
O fato é que na prateleira temos visto nossos vinhos favoritos custando, em alguns casos, já o dobro do que pagávamos em dezembro do ano passado.

Mas, o que está acontecendo?

quinta-feira, 5 de março de 2015

Como montar uma loja de vinho

por Alexandre Santucci

Depois de mais de duas décadas nesse mercado conversei com muitas pessoas com grande desejo de entrar no ramo de vinhos, sejam como importadores, lojistas, distribuidoras, enfim ter um negócio de vinhos.
O curioso é que em cerca de 90% dos casos percebia que esse desejo era motivado pela prazer do vinho, eram pessoas que já tem o hábito do vinho e viam no negócio uma possibilidade de juntar o útil ao agradável.
Esse é o sonho dourado, fazer o que gostamos e sermos felizes, no entanto esse é um negócio como qualquer outro!
Assim como gosto de dizer que o produtor de vinho é antes de qualquer coisa um colono, um caipira, um agricultor e digo isso para que localizemos seu negócio, o dono de um negócio de vinhos é dono de um negócio e tem que se comportar antes de qualquer coisa como empresário.
É imprescindível tomar alguns cuidados, além do plano básico de negócio e a arquitetura:

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Guia Vinho & Cia - Festas e Verão

Acabo de receber o Guia Vinho & Cia -  Festas e Verão editado pelo amigo Regis G Oliveira do jornal Vinho e Cia.

O guia é bem escrito por colaboradores amigos com boas dicas de vinhos, compras, viagens e historietas bem humoradas, algumas nostálgicas (que gosto muito). Destaco também um artigo bem interessante do Dr. Jairo Monson falando sobre a questão do vinho como alimento e a dieta do Mediterrâneo,

Vale a pena a leitura e guardar para consultas e orientações.
Já à venda pelo site ao custo de R$ 15,00

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Por que não nos rendemos de uma vez?

Não são as formas, a textura, a voz, a sensibilidade...
Elas invadem nossas mentes e sonhos de uma forma...pedindo licença ou não.
Não há mais espaço, não há como negar...
se saíram de nossas costelas, Deus retirou a melhor, a mais bela...
mas, ainda acredito que Deus teve uma ideia melhor...

Inspirado pelo seio esquerdo de Kate Moss e sua taça de Champagne, na matéria da Revista Adega (confira)!

terça-feira, 10 de junho de 2014

Freixenet e o Dia dos Namorados

"da assessoria"

A Freixenet vai tornar o Dia dos Namorados ainda mais romântico. 
Os casais de Vitória que celebrarem a data com uma garrafa de Freixenet  no Restaurante Ville Du Vin, serão presenteados com um charmoso kit da marca. A ação acontece nos dias 11 e 12 de junho e o kit Freixenet é composto de uma mini garrafa do conhecido cava Cordon Negro e duas taças customizadas especialmente para brindar a data!

Serviço:
Ville du Vin
Rua Aleixo Neto, 1702 - Loja 4 – Vitória/ES
Tel.: (27) 3224-0880

quinta-feira, 21 de junho de 2012

TOP5 - Vitória Expovinhos 2012


Sempre uma surpresa, mas muito gostosa e animada a festa da premiação.


Realmente é uma alegria participação do evento como um tudo, e um orgulho fazer parte do corpo de jurados.




Os eleitos: