quarta-feira, 25 de junho de 2008

na Vinitaly 2008


No começo de abril estive na Vinitaly, em Verona. Foram cinco dias muito corridos e insuficientes para cobrir os 11 pavilhões de vinho e um de azeite da feira. Por sorte estava comigo o "Signore Giovanni", um presente dos céus, sem este senhor dificilmente teria cumprido metade da minha missão....
Tirando a correria do trem pela manhã e pela noite, os dias eram maravilhosos, viajar pela Itália durante todo o dia através dos vinhos é realmente um privilégio de poucos. Sugiro a todos que vivem no mundo do vinho que façam uma viagem como esta pelo menos uma vez!

Bem quanto aos vinhos e os azeites, ah madonna mia! um universo mesmo. Uma vez, se não me engano o Manoel Beato, me disse que se provassemos 10 vinhos italianos por dia seria necessário 04 anos para provar uma só safra de "vinho italiano de qualidade". E isso é a mais pura verdade, de norte a sul da Itália temos muito de bom.

Entre vinhos e azeites, provei cerca de 150 nestes dias, algumas coisas muito impressionantes, outras tranquilas, mas consegui cumprir a missão de escolher bons produtos para agradar o paladar brasileiro, que penso que logo logo poderemos dividir com todos os apreciadores.

Como destaque, gostaria de falar de muitos vinhos, um dolcetto em especial, mas como ainda não estão no Brasil e pela minha atual relação de trabalho destacarei apenas um vinho que chegará em breve e que seu produtor já é importado pela D'olivino.

Da cantina Poggi, provei toda a linha, mas o o seu Famaloso (uvas Corvina Veronese, Rondinella, Croatina - 14% alc.) realmente me encantou: um passito; feito desde o ano 700, ao norte do Veneto, é como um Amarone mas com uma fruta mais leve, corpo como um veludo, um vinho para se meditar mesmo, deveria chamar FABULOSO!

Os outros, assim que estiverem para chegar ao Brasil e volto e conto...Auguri!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...